domingo, 4 de novembro de 2018

Enem 2018 teve prova crítica e com temas atuais, avaliam professores

Especialistas comentaram principais tópicos de cada área

Especialistas comentaram os principais tópicos abordados na prova. Na avaliação de Giuseppe Nobilioni, coordenador pedagógico do Objetivo, a prova foi crítica, com temas atuais, como cidadania, direitos humanos, gênero e internet. “As provas sempre procuram refletir o momento que o país vive, isso é sempre positivo.”, afirma. Daniel Perry, coordenador do curso Anglo, também salientou a presença das temáticas sociais e questões relacionadas a direitos civis, e qualifica a prova como rica, abrangente e equilibrada. 

Questões de Filosofia e Sociologia

As questões de Filosofia e Sociologia foram um pouco diferentes em relação a anos anteriores. O professor Fábio Romano, do grupo COC, ficou surpreso pela ausência de temas clássicos do Enem, como filosofia grega e patrimônio cultural brasileiro. “No caso da filosofia, deixou de lado, também, outros autores tradicionais, como Descartes, Locke, Aristóteles, Sócrates, Platão e Marx”, comenta. Em compensação, autores da filosofia cristã como São Tomás de Aquino e Santo Agostinho ganharam espaço no Enem 2018.

Em relação à sociologia, os temas se aproximaram bastante da geografia e da geopolítica, como a geopolítica. Isso, por sua vez, causa um distanciamento de temáticas tradicionais da prova, como questões culturais.
Entre as questões de filosofia e sociologia, o professor do Objetivo José Mauricio Mazzucco comenta a abordagem da sociedade sem estado, relacionada à ideia do comunitarismo e à  questão indígena. “Essa questão evoca de certa maneira que a sociedade tem que participar do universo político”, comenta.
A dificuldade das questões, para Romano, foi elevado. “Nenhuma delas poderia ser resolvida apenas com interpretação de texto, o que já era uma tendência dos anos anteriores.”
Fábio Romano ressalta que o Enem está se tornando cada vez mais um vestibular tradicional. “Não deixa criar padrão, pega de surpresa o aluno que se prepara apenas para o trivial”.


Geografia

Cláudio Hansen, professor do Descomplica, comenta que a prova trouxe questões de geografia física, clima, hidrografia e noções de geologia, confirmando uma tendência observada em 2017 de abordar esses assuntos que tinham menos peso em anos anteriores.
José Mauricio Mazzucco, professor do Objetivo, avalia a prova como equilibrada, trazendo questões sobre o quadro natural do Brasil, cartografia temática, Oriente Médio, entre outros temas.
Hansen afirma que os textos da prova estavam mais densos, exigindo uma maior capacidade de leitura dos candidatos. “Pelo menos em cinco questões o estudante precisava ter leitura de mapa, gráfico ou esquema. Além dos textos estarem mais denso, foram apresentadas outras formas de escrita.” comenta o professor de geografia.
Cultura africana, questões de gênero, escravidão e noção de democracia foram tópicos que voltaram a aparecer nos enunciados da prova, aponta Cláudio. Ele comenta: “O Enem voltou a ter um caráter crítico e contemporâneo, o que é muito bom.” Com relação à parte de atualidades, Hansen comenta que a relevância das notícias sobrevive em média de quatro a cinco anos. “Não cai somente o que está muito atual. Tópicos como a questão dos refugiados e a seca de 2014 foram cobrados.”
Para Cláudio, a prova ganhou um nível de dificuldade, e deve ser avaliada entre mediana e difícil pelo Descomplica. “A interpretação continua ajudando o aluno, mas as questões que podem ser consideradas como muito fáceis não apareceram”, comenta Hansen. A ausência de assuntos clássicos, como indústria, energia, vegetação e biomas do Brasil também chamou atenção do professor.


História

"Uma prova dentro do esperado, sem grandes novidades.” É a avaliação de Renato Pellizzari, professor de história do Descomplica. Para ele, a prova, com textos menores e adequados ao tempo de prova, reuniu assuntos interessantes, como o movimento pelos direitos dos negros nos Estados Unidos; controle de voto na República Velha - o coronelismo; política partidária na República liberal brasileira (décadas de 50 e 60).
Pelizzari ressalta que a o exame manteve a proposta de privilegiar habilidades de leitura, interpretação e análise em relação a conteúdos específicos. “Nada daquela decoreba de vestibulares antigos”, destacou o professor.  “O candidato que desenvolveu a capacidade de compreender os fenômenos de uma maneira mais ampla e com calma, vai fazer uma prova melhor.”
Outro tema cobrado que chamou a atenção de Renato Pellizzari foi a famosa foto de Getúlio Vargas com duas crianças, em questão que abordava as cartilhas escolares na Era Vargas.
Giuseppe Nobilioni comenta que a prova abordou a história do Brasil de maneira completa, “desde o descobrimento até o regime militar, tratando dos movimentos sociais, transformações e choques culturais”. O professor avalia ainda que, apesar da clareza dos textos, o aluno precisava estar atento não só aos enunciados, mas também às perguntas e alternativas para ter sucesso na prova.


Por Caio Blois, Eduardo Gayer e Pepita Ortega, Especiais para o Estado 04 Novembro 2018 | 

GABARITO EXTRAOFICIAL ENEM 2018 Questões de Ciências Humanas e Suas Tecnologias 1° dia 04/11/2018

Disponibilizamos abaixo o gabarito extraoficial das questões de Ciências Humanas e Suas Tecnologias (Questões 46 a 90) do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM 2018,de todos os cadernos, prova realizada hoje 1° dia 04/11/2018. Confira!

QUESTÃO
AMARELO
AZUL
BRANCO
ROSA
46
A
D
E
C
47
E
B
D
A
48
E
D
E
A
49
C
D
E
B
50
D
A
D
B
51
E
A
B
D
52
C
B
D
C
53
B
E
D
A
54
E
D
E
C
55
B
B
B
B
56
D
E
E
E
57
C
A
B
B
58
A
E
C
E
59
C
E
E
C
60
D
C
C
C
61
E
C
D
D
62
D
A
E
E
63
E
C
C
B
64
E
D
A
C
65
D
D
C
E
66
B
E
A
B
67
D
C
C
B
68
D
B
D
E
69
E
E
B
E
70
B
D
E
C
71
C
E
C
D
72
E
E
C
E
73
C
E
A
A
74
D
C
B
E
75
E
C
E
E
76
C
B
D
C
77
A
B
B
D
78
A
E
E
E
79
B
B
B
C
80
E
C
B
D
81
D
D
E
E
82
B
E
B
D
83
E
C
D
E
84
B
E
C
E
85
B
B
D
D
86
E
C
E
B
87
B
E
C
D
88
E
E
A
E
89
C
B
E
D
90
C
D
E
B

ENEM 2018 Questões de Ciências Humanas e Suas Tecnologia 1° dia 04/11/2018

Disponibilizamos abaixo as questões de Ciências Humanas e Suas Tecnologias (Questões 46 a 90) do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM 2018, caderno amarelo, realizado hoje 1° dia 04/11/2018. O gabarito extraoficial será divulgado ainda hoje no blogpensar. Confira as questões abaixo do caderno amarelo: 















Pensamentos

"Conhece a ti mesmo." Sócrates --"A linguagem é a morada do Ser." Heráclito -- "O homem é a medida de todas as coisas." Protágoras -- " Penso, logo existo. " René Descartes -- " O Mundo é minha representação sobre ele. " Artur Schopenhauer -- " Ai ai, o tempo dos pensadores parece ter passado! " Soren Kierkaard -- "Sobre aquilo que não pode ser dito deve se calar.” Ludwig Wittgenstein -- "O Ser é um horizonte de possibilidades." Martin Heidegger -- "A essência precede a existência." Jean Paul Sartre -- " A esperança floresce senão sobre o solo do desespero. " Gabriel Marcel "A razão e a sabedori falam. O Erro e a ignorância gritam." Sto. Agostinho "A melhor lição é o exemplo." Sto. Agostinho