quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

2ª EM - DEVER DE CASA - N°1 - FEV/2013

COLÉGIO MAGNUM AGOSTINIANO
UNIDADE CIDADE NOVA - BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS
ANO: 2ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO
DISCIPLINA: FILOSOFIA/SOCIOLOGIA
PROF. LEONARDO OLIVEIRA DE VASCONCELOS
ATIVIDADE: DEVER DE CASA - N° 1. FEVEREIRO/2013

QUESTÃO 01. COM BASE EM NOSSAS DISCUSSÕES EM SALA DE AULA, REDIJA UM TEXTO, DESCREVENDO AS PRINCIPAIS MUDANÇAS PARADIGMÁTICAS QUE OCORRERAM DA IDADE MÉDIA PARA O RENASCIMENTO. 

QUESTÃO 02.  (Uff 2012)  Leonardo da Vinci (1452-1519), artista, pensador e inventor, foi um dos responsáveis pelas mudanças profundas da cultura europeia a partir do Renascimento. 
Para ele, os que se limitam a imitar o que outros fizeram, em vez de aprender diretamente com a natureza, “tornam-se netos e não filhos da natureza”. Segundo ele, as ciências que “começam e terminam na mente” não possuem a verdade, porque nos discursos puramente mentais “não ocorre a experiência, sem a qual nada oferece certeza de si mesmo.”

Considerando essas citações, marque a alternativa que melhor apresenta a concepção de Leonardo da Vinci sobre o conhecimento e a arte.
a) Sábios são aqueles que se submetem aos conhecimentos de seus antecessores.   
b) A observação e a experiência diretas são indispensáveis para o conhecimento da natureza.   
c) A observação da natureza impede o trabalho da mente.   
d) A observação e a experiência diretas são necessárias somente nas ciências aplicadas.   
e) É prudente confiar apenas nos sábios que nos antecederam.   
  
QUESTÃO 03. (Uema 2012)  Das alternativas abaixo, marque aquela que apresenta o sentido de cultura elaborado pelos humanistas no Renascimento do século XVI.
a) Cultura é a valorização do trabalho, pois se acredita que pelo trabalho o homem não só aprimora suas habilidades como também ganha dignidade.   
b) Cultura é o cultivo do espírito no sentido de seguir firmemente os ordenamentos de Deus aqui na terra como necessário para a salvação da alma.   
c) Cultura é o cultivo do espírito, exprimindo a ação de desenvolver a capacidade intelectual e de aprimorar as qualidades naturais dos homens.   
d) Cultura seria associada à prática do lazer, do cultivo às artes, à ciência e às letras.   
e) Cultura seria o fazer humano por meio do qual o homem produz bens materiais e se autoproduz.    
  
QUESTÃO 04. (Uncisal 2011)  Um movimento intelectual que influenciou fortemente o surgimento da filosofia moderna foi a Revolução Científica, ocorrida entre os séculos XIV e XVII. Algumas de suas características mais marcantes foram a substituição da concepção geocêntrica do cosmos pela concepção heliocêntrica, a valorização da experimentação, a articulação entre saberes teóricos e realizações práticas e a contestação de dogmatismos religiosos. Portanto, sobre a Revolução Científica, pode-se afirmar que
a) foi um movimento intelectual sem repercussões no campo filosófico.   
b) uma de suas consequências marcantes foi a formulação de um modelo cósmico para o qual o sol seria o centro do universo.   
c) caracterizou-se pela divulgação da tese geocêntrica.   
d) consagrou a concepção segundo a qual a natureza seria um âmbito sagrado e não passível de conhecimento e dominação pelos homens.   
e) foi um movimento intelectual que ocorreu em harmonia com as instituições e dogmas religiosos.   
  
QUESTÃO 05. (Ueg 2011)  Conhecimento é a relação que se estabelece entre o sujeito cognoscente e um objeto. Na Grécia antiga não havia fragmentação do conhecimento, e pensar sobre um assunto envolvia a totalidade dos outros. Os filósofos gregos da antiguidade se preocupavam basicamente com os problemas do ser e do não ser, da permanência e do movimento, da unidade e da multiplicidade das ideias e das coisas. Já para o pensador medieval, o problema principal era a conciliação entre fé e razão. No Renascimento, surgem as seguintes grandes modificações:
a) a união entre fé e razão, o fideísmo e o positivismo.   
b) a união entre fé e razão, o teocentrismo e o interesse pela moral.   
c) a valorização da fé em detrimento da razão, o cosmocentrismo e o fideísmo.   
d) a separação entre fé e razão, o antropocentrismo e o interesse pelo saber ativo.   
  
QUESTÃO 06. (Uem 2010)  O Renascimento é considerado um marco da Idade Moderna. Uma das características desse período é o processo de secularização do universo, da sociedade, da cultura: muitos princípios e práticas que tinham uma fundamentação teológica e religiosa adquirem um caráter laico. É possível constatar isso, inclusive, na nova concepção que o corpo adquire durante o Renascimento.

Sobre o Renascimento e a Idade Moderna, assinale o que for correto.
01) Os estudos de anatomia, praticados pelo médico belga Vesalius (1514 – 1564) e por Leonardo da Vinci (1452 – 1519), não só alteram várias concepções inadequadas da anatomia tradicional, baseadas nas obras de Galeno (séc. II), como também alteram a representação religiosa do corpo humano e lhe dão uma conotação física, naturalista e biológica.   
02) Por considerar o corpo humano apenas matéria, a Igreja da Idade Média não se importava com a exumação de cadáveres para a prática de experiências científicas.   
04) A Idade Moderna desenvolve uma concepção mecanicista do corpo que pode, inclusive, ser encontrada na obra de René Descartes.   
08) A secularização da concepção do corpo apresenta-se durante o Renascimento na expressão artística, como, por exemplo, na arte pictórica de Rembrandt, que reproduz a experiência de Vesalius no seu quadro A lição de anatomia.   
16) A exumação dos cadáveres, sua dissecação e as experiências neles exercidas eram, no início da Idade Moderna, rigorosamente submetidas aos princípios da bioética e fiscalizadas por um conselho composto por membros da Igreja e magistrados.

SOMA TOTAL:  

Pensamentos

"Conhece a ti mesmo." Sócrates --"A linguagem é a morada do Ser." Heráclito -- "O homem é a medida de todas as coisas." Protágoras -- " Penso, logo existo. " René Descartes -- " O Mundo é minha representação sobre ele. " Artur Schopenhauer -- " Ai ai, o tempo dos pensadores parece ter passado! " Soren Kierkaard -- "Sobre aquilo que não pode ser dito deve se calar.” Ludwig Wittgenstein -- "O Ser é um horizonte de possibilidades." Martin Heidegger -- "A essência precede a existência." Jean Paul Sartre -- " A esperança floresce senão sobre o solo do desespero. " Gabriel Marcel "A razão e a sabedori falam. O Erro e a ignorância gritam." Sto. Agostinho "A melhor lição é o exemplo." Sto. Agostinho