sábado, 4 de setembro de 2010

EXISTÊNCIA

Existir, pensar, agir. Chorar, sorrir, brincar, cantar, decepcionar, sofrer, perder, morrer...
Qual é o mistério que se encontra por de trás da existência? A propósito, a existência realmente existe? Sem dúvida, tal questionamento está inculto em nossos ansestrais a milhares de anos.
Na sociedade atual, em geral, o ser humano se afunda em suas próprias paixões. Domado pelos instintos, o homem muitas vezes renega a condição que possui como ser racional e acaba por se escravizar em seus próprios instintos. Sendo que estes foram criados para garantir a sobrevivência de nossa espécie (me refiro a aspectos biológicos, como a reprodução e a busca por alimentos, comportamentos esses impulsionados pelos instintos), e que quando vividos de maneira errônea deturpam o sentido existêncial do indivíduo. Através da escolha livre, o ser humano, pode optar por viver segundo seus instintos de maneira a satisfazer únicamente seus prazeres supérfluos, (que não são necessários à vida), prazeres estes (nos dias de hoje) incentivados pelo sistema socio-econômico, em que o objeto tem mais valor que o ser.
Cabe a cada indivíduo, ter a consciência de que para viver segundo suas vontades é preciso "renunciar" a razão. Razão esta que sempre nos conduz à fraternidade, e por isso nos cobra com a consciência quando vivemos em prol de nossos desejos. Do mesmo modo, para viver segundo a razão, o homem precisa desenvolver uma espécie de maturidade, onde possa se esforçar para renunciar tudo aquilo que é superfícial, perder para ganhar.
Quem é capaz de se libertar de suas próprias algemas, é capaz de conhecer suas limitações, consequentemente, conhecendo aos poucos a si mesmo.
Partindo deste princípio, creio que para a existência humana assumir sua forma plena, é necessário que este se conheça, para que assim possa mudar, continua e eternamente seu modo de pensar e agir, deixando-se guiar pela natureza racional.

"Onde esta o seu tesouro, aí esta o seu coração"

Texto de Guilherme Pelli Chalub

Pensamentos

"Conhece a ti mesmo." Sócrates --"A linguagem é a morada do Ser." Heráclito -- "O homem é a medida de todas as coisas." Protágoras -- " Penso, logo existo. " René Descartes -- " O Mundo é minha representação sobre ele. " Artur Schopenhauer -- " Ai ai, o tempo dos pensadores parece ter passado! " Soren Kierkaard -- "Sobre aquilo que não pode ser dito deve se calar.” Ludwig Wittgenstein -- "O Ser é um horizonte de possibilidades." Martin Heidegger -- "A essência precede a existência." Jean Paul Sartre -- " A esperança floresce senão sobre o solo do desespero. " Gabriel Marcel "A razão e a sabedori falam. O Erro e a ignorância gritam." Sto. Agostinho "A melhor lição é o exemplo." Sto. Agostinho