quinta-feira, 29 de outubro de 2009

1ª SÉRIE_PARA CASA TURMAS B e C

COLÉGIO MAGNUM AGOSTINIANO
BELO HORIZONTE - MG
DISCIPLINA: FILOSOFIA
PROF.: LEONARDO OLIVEIRA DE VASCONCELOS
ATIVIDADE: PARA CASA
TURMAS: 1ª SÉRIES B e C (APENAS) - ENSINO MÉDIO
DATA DE ENTREGA: 05/11/2009
OBS.: FAZER EM FOLHA SEPARADA, COM PERGUNTAS E RESPOSTAS
PARA ENTREGAR.

Ceticismo Radical de Pirro

Trecho 1
Na investigação sobre as condições de validade do nosso conhecimento um grupo de filósofos merece destaque: os céticos. O termo cético vem da palavra grega skepsis, que significa "exame". Atualmente, dizemos que uma pessoa cética é alguém que não acredita em nada, mas não é bem assim. Um filósofo cético é aquele que coloca suas crenças e as dos outros sob exame, a fim de verificar se elas são realmente dignas de crédito ou não.

Pirro de Elis (360-275 a.C.) é considerado o fundador do ceticismo. Segundo ele, não podemos ter posições definitivas sobre determinado assunto, pois mesmo pessoas muito sábias podem ter posições absolutamente opostas sobre um mesmo tema e ótimos argumentos para fundamentar suas posições. Nesse caso, Pirro nos aconselha a suspensão do juízo (epoche) e a mantermos nossa mente tranquila (ataraxia). Ao invés de enfrentarmos o desgaste de acalorados debates que não produzirão certeza alguma, devemos manter silêncio (apraxia) e preservar uma atitude de suspeita diante de qualquer tipo de dogmatismo.

Depois de Pirro, muitos outros filósofos tornaram o ceticismo uma das mais importantes correntes filosóficas até os dias de hoje. Atualmente, alguns céticos defendem o probabilismo ou falibilismo, ou seja, na impossibilidade de encontrarmos verdades absolutas, seja pelas limitações de nossos sentidos e intelecto, seja pela complexidade da realidade, devemos tratar nossas crenças sempre como provisórias, como quem anda em gelo fino.

Desse modo, um cético nunca seria pego de surpresa se algo que todos acreditavam ser verdade se revelasse falso no futuro. Por outro lado, reconhecer que as verdades são provisórias não significa uma completa inação. Sabemos que os remédios são falhos, mas são a única coisa que temos para combater as doenças.


QUESTÃO 01
EXPLIQUE o que Pirro entende por suspensão do juízo (epoche) e por mente tranquila (atarixia) para se chegar à Felicidade.

Trecho 2

"Górgias de Leontino, filósofo grego (século V a.C.), defendia três poposições:

1ª - Nada existe.
2ª - Mesmo que existisse alguma coisa, não poderíamos conhecê-la.
3ª - Concedido que alguma coisa existe e podemos conhecê-la, não poderíamos comunicá-la aos outros.

Consta que o próprio Górgias não levou a sério suas proposições e muitos estudiosos a consideram um simples gracejo. Mas elas existem há 24 séculos e nos estimulam a refletir. Se o cético afirma que não se pode saber nada, então lhe perguntamos como pode ele fazer tal afirmação? Está ele certo da verdade da sua proposição? Se está, uma coisa pelo menos é certa e cognoscível, e a afirmação de que nada pode ser conhecido é falsa. E se pode ser conhecida, então alguma coisa também deve existir. Narra-se que um cético grego, Crates, ao perceber isso, nada mais dizia, contentando-se em mover o dedo. Mas Aristóteles, o grande mestre do pensamento, notou que também para isso ele não tinha direito, porque o movimento do dedo exprime uma opinião e o cético não pode ter opiniões. Deve - dizia Aristóteles - ser como uma árvore; com essa é impossível discutir, porque nada diz."

BOCHENSKI, J. M. Diretrizes do pensamento filosófico. 6.ed. São Paulo: EPU, 1977. p.33-37.

QUESTÃO 01
Por que a afirmação de que nada pode ser conhecido é falsa?

QUESTÃO 02
REDIJA um texto, explicando por que um cético não pode ter opiniões?

QUESTÃO 03
É verdade o que diz o ditado popular "Quem conta um conto aumenta um ponto"? Será que a nossa linguagem representa a realidade do fato? EXPLIQUE.

"Agere non loqui"

Prof. Leo

Pensamentos

"Conhece a ti mesmo." Sócrates --"A linguagem é a morada do Ser." Heráclito -- "O homem é a medida de todas as coisas." Protágoras -- " Penso, logo existo. " René Descartes -- " O Mundo é minha representação sobre ele. " Artur Schopenhauer -- " Ai ai, o tempo dos pensadores parece ter passado! " Soren Kierkaard -- "Sobre aquilo que não pode ser dito deve se calar.” Ludwig Wittgenstein -- "O Ser é um horizonte de possibilidades." Martin Heidegger -- "A essência precede a existência." Jean Paul Sartre -- " A esperança floresce senão sobre o solo do desespero. " Gabriel Marcel "A razão e a sabedori falam. O Erro e a ignorância gritam." Sto. Agostinho "A melhor lição é o exemplo." Sto. Agostinho