segunda-feira, 21 de maio de 2007

O QUE É ESTÉTICA?

o que é estética?

A palavra estética vem do grego: αισθητική ou aisthésis = percepção, sensação. Estética é um ramo da filosofia que tem por objeto o estudo da natureza do belo e dos fundamentos da arte. Ela estuda o julgamento e a percepção do que é considerado belo, a produção das emoções pelos fenômenos estéticos, bem como as diferentes formas de arte e do trabalho artístico; a idéia de obra de arte e de criação; a relação entre matérias e formas nas artes.

Como surgiu a ciência estética?

A estética adquiriu autonomia como ciência, destacando-se da Metafísica, Lógica e da Ética, com a publicação da obra Aesthetica do educador e filósofo alemão Alexander Gottlieb Baumgarten, em dois volumes, 1750-1758. Baumgarten traz uma nova abordagem ao estudo da obra de arte, considerando que os artistas deliberadamente alteram a Natureza, adicionando elementos de sentimento a realidade percebida. Assim, o processo criativo está espelhado na própria atividade artística. Compreendendo então, de outra forma, o prévio entendimento grego clássico que entendia a arte principalmente como mimesis da realidade.
Na Antiguidade - especialmente com Platão, Aristóteles e Plotino - a estética era estudada fundida com a lógica e a ética. O belo, o bom e o verdadeiro formavam uma unidade com a obra. A essência do belo seria alcançado identificando-o com o bom, tendo em conta os valores morais.

Na Idade Média surgiu a intenção de estudar a estética independente de outros ramos filosóficos. No âmbito do Belo, dois aspectos fundamentais podem ser particularmente destacados:

a) a estética iniciou-se como teoria que se tornava ciência normativa às custas da lógica e da moral - os valores humanos fundamentais: o verdadeiro, o bom, o belo. Centrava em certo tipo de julgamento de valor que enunciaria as normas gerais do belo;

b) a estética assumiu características também de uma metafísica do belo, que se esforçava para desvendar a fonte original de todas as belezas sensíveis: reflexo do inteligível na matéria (Platão), manifestação sensível da idéia (Hegel), o belo natural e o belo arbitrário (humano), etc.
Mas este caráter metafísico e conseqüentemente dogmático da estética transformou-se posteriormente em uma filosofia da arte, onde se procura descobrir as regras da arte na própria ação criadora (Poética) e em sua recepção, sob o risco de impor construções a priori sobre o que é o belo. Neste caso, a filosofia da arte se tornou uma reflexão sobre os procedimentos técnicos elaborados pelo homem, e sobre as condições sociais que fazem um certo tipo de ação ser considerada artística.

Para além da obra já referida de Baumgarten - infelizmente não editada em português, são importantes as obras "Hípias Maior", "O Banquete" e "Fedro" de Platão, a "Poética" de Aristóteles, a "Crítica da Faculdade do Juízo" de Kant e "Cursos de Estética" de Hegel.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Estética

5 comentários:

Estética disse...

legal seu blog...gostei!!

Leonardo O. de Vasconcelos disse...

Estética,

que bom que vc gostou do blog.
Suas visitas e seus comentários serão sempre bem vindos.

Um abraço,

Leonardo

O camaleão disse...

Olá, professor Leonardo

Parabéns pela atitude de criar um blog com este conteúdo. Acredito ser de extrema importância tratar sobre estética de forma clara e simples, assim como você está fazendo. Dessa forma, os conceitos básicos ficam acessíveis a qualquer iniciante, como eu, nos estudos sobre a estética.

Vou divulgar seu blog para alguns amigos.

Um grande abraço e boa sorte.

Roberson Marcomini disse...

Gostei muito do teu texto, é interessante percebermos a vertente da estética e sua ligação com o Belo de Platão.

Abraços

Anônimo disse...

Pena que não avançou no texto da Wikipedia.

Pensamentos

"Conhece a ti mesmo." Sócrates --"A linguagem é a morada do Ser." Heráclito -- "O homem é a medida de todas as coisas." Protágoras -- " Penso, logo existo. " René Descartes -- " O Mundo é minha representação sobre ele. " Artur Schopenhauer -- " Ai ai, o tempo dos pensadores parece ter passado! " Soren Kierkaard -- "Sobre aquilo que não pode ser dito deve se calar.” Ludwig Wittgenstein -- "O Ser é um horizonte de possibilidades." Martin Heidegger -- "A essência precede a existência." Jean Paul Sartre -- " A esperança floresce senão sobre o solo do desespero. " Gabriel Marcel "A razão e a sabedori falam. O Erro e a ignorância gritam." Sto. Agostinho "A melhor lição é o exemplo." Sto. Agostinho