quinta-feira, 19 de abril de 2007

Aborto

Galera,

vamos falar do aborto. O aborto é sim um caso para discutirmos se é ético ou não fazer o aborto, uma vez que o feto já é considerado uma vida, um ser humano, uma pessoa. Ora, se é ético fazer aborto, então justifica tirar a vida de uma pessoa, ou seja, justifica uma pessoa matar outra - e tirar a vida de uma pessoa, seja quem for. Em hipótese alguma, matar alguém é ético!
A palavra aborto vem do latim: ab ortus, significa a “privação do nascimento”.
Aborto é toda e qualquer interrupção da gravidez.
A imagem abaixo é sobre um estudo sobre a anatomia humana de Leonardo da Vinci. Feto no útero, de 1492-4, encontra-se na Biblioteca Real de Windsor, Inglaterra.

Tipos de aborto:

Aborto espontâneo (ou involuntário ou casual): ocasionado por causas naturais, não é desejado pela mulher que está grávida, alheias à vontade humana.

Aborto provocado (ou induzido, voluntário ou procurado, ou interrupção voluntária da gravidez): aborto efetuado deliberadamente. Inclui as seguintes hipóteses:

a) Aborto sentimental ou "honoris causa": quando a gravidez é conseqüente de estupro.
b) Aborto eugênico, eugenésico ou profiláctico: motivado por anomalias ou deficiências físicas do nascituro.
c) Aborto por motivos econômicos: quando os progenitores não têm condições econômicas para manter a criança.
d) Aborto terapêutico: quando é o único meio para preservar a vida ou a saúde da gestante.
e) Aborto indireto: quando o aborto é o resultado indireto e secundário, ainda que previsível, mas não desejado, de um procedimento que, em si mesmo, não é abortivo.
f) Aborto retido: quando há inviabilidade do concepto, mas não a sua expulsão dentro de quatro semanas.

Quanto ao tempo de gestação, pode dizer-se:

a) Aborto subclínico: o abortamento que acontece antes de quatro semanas de gestação;
b) Aborto precoce: entre quatro e doze semanas;
c) Aborto tardio: após doze semanas.

Pode ser classificado ainda pela sua freqüência no indivíduo, em:

a) Aborto ocasional
b) Aborto habitual

OBS.: Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), só existe tecnicamente um aborto quando o peso do embrião ou feto ultrapasse quinhentos gramas. Este peso é atingido em torno de 20-22 semanas de gravidez. Observe-se que pode ter havido ou não a expulsão do produto da concepção do organismo materno, mas, havendo inviabilidade do produto da concepção nesta fase da gestação, houve um “abortamento”.


foto realizada dentro do útero materno num feto de apenas 21 semanas de gestação

Mas será que após a 20-22 semanas de gravidez e que ultrapasse quinhentos gramas, como afirma a OMS, é que há um ser humano? O que é aquilo antes de o feto se formar? Um ovo??? clique aqui e veja outras fotos de abortos.

Entendo o lado das mulheres que sofrem o estupro, porém a criança que está no ventre não tem culpa de nada, ela tem também o direito à vida.


No Brasil é um problema de saúde pública as mortes e doenças que ocorrem por conseqüência do aborto provocado em clínicas clandestinas, e muitos abortos também acontecem por falta de condições financeiras para criar um filho, e isso não justifica tirar uma vida!

Pense nisso!!!

Dê sua opinião ou faça um comentário!


Pensamentos

"Conhece a ti mesmo." Sócrates --"A linguagem é a morada do Ser." Heráclito -- "O homem é a medida de todas as coisas." Protágoras -- " Penso, logo existo. " René Descartes -- " O Mundo é minha representação sobre ele. " Artur Schopenhauer -- " Ai ai, o tempo dos pensadores parece ter passado! " Soren Kierkaard -- "Sobre aquilo que não pode ser dito deve se calar.” Ludwig Wittgenstein -- "O Ser é um horizonte de possibilidades." Martin Heidegger -- "A essência precede a existência." Jean Paul Sartre -- " A esperança floresce senão sobre o solo do desespero. " Gabriel Marcel "A razão e a sabedori falam. O Erro e a ignorância gritam." Sto. Agostinho "A melhor lição é o exemplo." Sto. Agostinho